segunda-feira, fevereiro 12, 2007

Traição

Estava eu assistindo tv nessa sexta enquanto esperava a donzela de negro se vestir... (obs: o vestido correspondeu às espectativas O_O)
Uma reportagem falava sobre traição, o quão comum isso está ocorrendo e as diferenças de comportamento entre os 2 sexos.
Algumas conclusões que a reportagem me trouxe mastigada foi que (comentários entre parênteses):

  • homens traem mais que as mulheres, mas estão com o tempo traindo menos e mulheres traem menos que homens, mas estão aumentando (ou que mulheres admitem menos ou que os homens querem "contar vantagem").
  • homens e mulheres abordam a traição do(a) parceiro(a) de maneira consideravelmente diferente. As mulheres são mais tolerantes do que os homens (tanta coisa para se assemelhar ao homem...).
Vendo essa reportagem me lembrei do quão polêmica essa discussão é, e veio a tona alguns pensamentos que constantemente aparecem:
  • Traia, o seu(ua) parceiro(a) vai te trair mesmo. (Pq vc não se mata? Vai morrer mesmo!)
  • "Eu trai pq o nosso relacionamento não estava indo bem" (Relacionamento tá ruim? Termina e agarra metade do Brasil. Nada justifica traição.)
  • "Não deixo meu(inha) parceiro(a) sair sozinho, ele(a) vai me trair" (Espero que vc tenha muito tempo livre, vigiar uma pessoa 24hrs consome muito esforço)
No geral traição é um saco, e por motivo mais amplo que o afetivo-sexual, pois estamos falando de quebra de palavra. Aquela coisa que faz com que quando alguem te diz "Te encontro lá às 20:00" você acredite que essa pessoa estará. Base de qualquer relacionamento, confiança é imprescindível.

Infelizmente "trair" ganha estigma de banal a ponto de frases como "eu nunca trai" ou "eu nunca trairia" causarem esbugalhamento (essa palavra existe?!?!) de olhos. Vejo casos em que aqueles (poucos) que são fieis são taxados de bobos, e aqueles que confiam na fidelidade alheia taxados de "cornos mansos".

Nunca trai, não pretendo e se não quero monogamia não ofereço.

Haroldo Lage, "corno manso" e bobo.

7 comentários:

CLAUDIA disse...

Posso me abster de qualquer comentário????

Ps.: Eu demoro a arrumar mesmo...rs...

Daemon disse...

Issae. Assino embaixo.

Ana disse...

Para mim, lealdade, fidelidade, honra e verdade são valores imprescindíveis. E confiança não é algo de que se pode dispor e banalizar.
E traição é uma atitude besta e que demonstra pouco valor.

Se é por isso, eu sou a maior bobona mesmo :).

Lex disse...

Bobões unidos jamais serão vencidos!

Maria Bonita disse...

O mundo é mais bonitos por causa dos bobões.

Claro que eu tenho medo de ser trocada - minha auto-estima é frágil -, mas acredito que relacionamento é pra dois, porque dois querem. Nada de colocar quaisquer terceiros no meio. Ah não ser, é claro, que entre os dois haja um combinado onde cabem terceiros, quintos no quarto... e tal.. mas aí não é pra mim.

Yuri Reifur disse...

Fui traído a pouco tempo e perdoei, ainda não sei o porque. Vivendo este momento, sinto que a pessoa que trai é covarde e fraca. Uma apunhalada pelas costas sem direito a defesa, com alegações do tipo "Eu tentei conversar com você, blá, blá ,blá". Tenho conciência e admito que grande parte da culpa tbém é minha, mas não estou conseguindo conviver com isso, a maior dificuldade é a total falta de confiança e como não sou dominador, difícil sera manter o relacionamento. Por isso, tenham conciência de assumir as consequencias de um ato tão cruel.

Anônimo disse...

Fidelidade sempre o/ pro inferno quem trai