sexta-feira, março 30, 2007

23, o filme. Skené, o baile

23, o filme
Quando pela primeira vez fui assistir a um filme com Jim Carrey fazendo um papel que não o obrigava a fazer caretas ou sons engraçados, foi uma sensação estranha. O filme era Show de Truman, fiquei esperando ele fazer alguma careta ou algum contorcionísmo que ele já provou fazer muito bem. Mas não ocorria, talvez por reflexo meu (ou dele) cada emoção que ele manifestava lembrava uma de suas velhas expressões faciais extremas.

Com o tempo fui acostumando com a idéia e o próprio Jim foi demonstrando uma evolução na interpretação dramática. Dá para ver essa evolução ao assistir Show de Truman, Cine Majestic e Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças. Aparentemente ele tenta fugir dos papeis em comédias, como aconteceu com aquele filme da Jeannie é um Gênio (Confesso que não achei o link desse filme>. Deixando uma lacuna que alguns tentam preencher sem muito sucesso.

Nesse seu mais recente filme, ele alcança o topo, até o momento, de sua representação dramática, assim como ocorreu com sua interpretação em comédias no Todo poderoso.

Nesse filme ele representa um pacato "homem da carrocinha" que recebe de sua esposa um livro que aparenta contar sua vida. Vida essa aparentemente associada intensamente ao número 23.

Suspense de qualidade que causa tensão sem puxar para o lado mais nojento, um drama psicológico de alto nível que mexe com nossa cabeça ao pensarmos "E se fosse comigo?". Um show a parte, a fotografia do filme contribui intensamente para criação da atmosfera, é estranho acreditar que é o mesmo diretor de "Batman e Robin".

Se você pretende assistir o filme (Coisa que recomendo que vá fazer) esmurre qualquer pessoa que queira te contar o final. A graça do filme não está somente nele, mas não queira perder a sensação da surpresa a cada revelação cuidadosamente colocada no filme.

Recomendação forte para os amantes de um bom suspense, do Jim, de um bom filme, de teorias conspiratórias e de roteiros carregados de dramas psicológicos.

*****

E hoje tem baile na Skené... Leeeet´s dance!

2 comentários:

Guabiraba disse...

Fala meu jovem. obrigado por citar-me em tão organoléptico blog. fico extasiado.

and kepp on rockin´ in a free world!

Haróculo disse...

Só alegria Gabijet!
Amigos de velhas datas tem espaço garantido no coração e disputado no blog :D
Um abraço para o mestre metamental!